top of page

#day349 – de… vagar

Haja vagar. Para se encontrar. O mundo.

É fácil nos perdermos no urgente. No ram-ram do dia-a-dia.

Então e o mundo? E a vida? E o encantamento do olhar de uma criança pelo que é novo?

Criar. Fazer. Agir. Não basta. É preciso Estar. Ser. Acontecer.

A vida por entre os dedos passa. Quando se esquece que o mundo é novo. E é para ser descoberto. Todos os dias. E só com espaço. Tempo e vagar. Se pode assim observar. O privilégio de se morar nesta terra que tudo nos dá.

Precisamos tanto de parar para apreciar. Merecemos o tom doce do relógio que não insista em acelerar. Merecemos a maciez do toque da magia que acontece. Quando deixamos acontecer. Merecemos o suave da não pressão. Merecemos zero stress. Zero confusão. Merecemos ser. Apenas porque sim. E não nos esqueçamos do que viemos cá fazer. Que foi apenas viver. Assim.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O espelho

Comentarios


bottom of page