top of page

#day250 – quando não sei o que fazer, faço nada.

Quando não sei o que fazer, faço nada. Quando não sei o que dizer, digo nada. Quando não sei para onde ir fico parada.

Amo o vazio da possibilidade. Nem sempre a certeza nos conduz para a magia. Há uma surpreendente mão alheia do destino que se dá a quem por em nada se passeia. Quem não achar a vida um mistério, não pode estar a ver a sua grandeza. Quem acha que tudo controla, não pode ser abençoado pela surpresa. Quem sabe que tudo pode, não pode nunca, ter a verdadeira a certeza.

Por isso nunca sei se estou perdida ou se me perco no mundo. Tal é a forma como me dou a fundo. Mas sempre que me sinto perdida, paro. Faço nada. Assisto ao milagre que é a vida. Encanto-me com a natureza à minha volta e suspiro. Como quem quer inalar mais um capítulo da sua vida. Não gosto dos intervalos entre as cenas. Mas quem poderá compreender a fundo um bom filme se não tiver tempo para digerir os seus momentos?

Assim, gosto que os momentos caiam em mim. De surpresa. Porque de nada vive o meu mundo. É será sempre assim. ❤

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page