top of page

#day175 – quando nos amam de dentro para fora.

É fácil gostarem de nós superficialmente. Olhando de fora, todos somos aparentemente interessantes. A menos que haja alguma disfunção social ou algum humor mais contorcido em determinado dia, somos sempre agradáveis à primeira vista.

Mas amar a sério, é amar nas pequenas coisas. Nos pequenos detalhes do dia a dia. Amar aquela expressão singular, a forma como estende a roupa, como usa a pasta de dentes, ou como gere algum desconforto interno e se mostra mais frágil neste ou noutro momento.

Amar de dentro para fora é isso mesmo. É amar a pessoa como ela é, lá bem no fundo. E para amar a fundo, é preciso ir dentro, esgravatar um pouco, às vezes sujar as mãos e o coração até encontrar o ouro no outro. O melhor de cada um de nós não está à superfície. De fora só se vêem os lindos telhados de vidro que todos temos por todos sermos humanos. Mas termos o privilégio de sermos amados a fundo, é provavelmente o maior prazer que podemos ter na vida. E acredito que isso acontece quando nos ensinamos a amar o que é nosso. Até ao ínfimo tesourinho perdido no fundo do baú. Esse amor em profundidade abre portas para cidades subterrâneas maravilhosas com capacidade para dar vida a todas as vidas que se queiram em nós.

Basta para isso permitirmo-nos a amar alguém a fundo ou a sermos amados de igual forma. E isso às vezes dói. Não estamos habituados a que cuidem sempre se nós. Mas tudo pode mudar. Às vezes, da noite para o dia, só porque a vida adora provar que controlamos zero e podemos mais, surpreende-nos com um amor profundo. E, se nos deixarmos amar e ser amados de dentro para fora, a magia acontece, e damos por nós a viver um conto de fadas, só porque o coração disse que sim e nos traz de bandeja a felicidade que é estar no colo de quem amamos, só para que saibamos, que é possível viver, assim. 💕

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page